QUEM SOMOS

Minha foto
O IHGG-São José do Rio Preto/SP é uma instituição sem fins lucrativos, fundada em 18/03/03 com a finalidade de promover a pesquisa e a divulgação da História, Geografia, Genealogia e Ciências Correlatas da região de São José Rio Preto/SP. Contato pelo e-mail ihgg.sjrp@gmail.com

FOTOS Rio Preto Moderna

RIO PRETO MODERNA - VISTA AÉREA

RIO PRETO MODERNA - VISTA AÉREA

RIO PRETO MODERNA - VISTA AÉREA


RIO PRETO - VISTA PRÓXIMA AV. BADY BASSITT - foto Fernanda Caprio

RIO PRETO - PREFEITURA 

RIO PRETO - AVENIDA ALBERTO ANDALÓ


RIO PRETO - BASÍLICA HOJE

RIO PRETO - BASÍLICA - VISTA NOTURNA

RIO PRETO - ENCHENTES EM RIO PRETO - AV. ALBERTO ANDALÓ

RIO PRETO - REPRESA MUNICIPAL

RIO PRETO - REPRESA MUNICIPAL

RIO PRETO VISTA AREA CENTRO

RIO PRETO - VISTA AÉREA

RIO PRETO SHOPPING CENTER - FACHADA

RIO PRETO - SWIFT
RIO PRETO - AV. BADY BASSIT

RIO PRETO - AEROPORTO

RIO PRETO - CENTRO REGIONAL DE EVENTOS

RIO PRETO - CLÍNICA MÉDICA

RIO PRETO - COLÉGIO SANTO ANDRÉ - GINÁSIO POLIESPORTIVO

RIO PRETO - HOSPITAL BENEFICÊNCIA PORTUGUESA

RIO PRETO - HOTEL SAINT PAUL

RIO PRETO - JARDIM VIVENDAS

RIO PRETO - PRAÇA CENTRAL

RIO PRETO - REPRESA MUNICIPAL - CAPIVARA

RIO PRETO - ROD.WASHINGTON LUIZ - SP310

RIO PRETO - RUA RUBIÃO JUNIOR - CENTRO

RIO PRETO - SESC 

RIO PRETO - TEATRO MUNICIPAL

RIO PRETO - FACHADA COLÉGIO SANTO ANDRÉ

RIO PRETO - ENCHENTES 

RIO PRETO - REPRESA MUNICIPAL

RIO PRETO - AV. JUSCELINO K.OLIVEIRA 

RIO PRETO MODERNA - Um fazendeiro teria proibido a filha de namorar, mas a moça teria desobedecido e fugido com um pretendente. O pai e seus capangas teriam alcançado os dois pela estrada e assassinado ambos no local onde, mais tarde, o cruzeiro foi levantado (Imagem: Nathalie Gingold - Google Earth).

RIO PRETO MODERNA - Ainda hoje o cruzeiro é local de peregrinação e pedidos. É possível encontrar muitas imagens de cunho religioso e flores em sua base. Estátuas de santos quebradas também são deixadas ali. De acordo com algumas tradições religiosas, essas imagens não podem ser meramente descartadas, mas sim deixadas ao pé de um cruzeiro, em sinal de respeito (Imagem: Nathalie Gingold - Google Earth).

RIO PRETO MODERNA - Cruzeiro do bairro Maceno. Ao fundo Antonio Caprio, Presidente do IHGG
(Foto: Alexandre Caprio)

RIO PRETO MODERNA - Cruzeiro do bairro Maceno. 
(Foto: Alexandre Caprio)

RIO PRETO MODERNA - Cruzeiro do bairro Maceno. 
(Foto: Alexandre Caprio)


RIO PRETO MODERNA. Fachada do Teatro Municipal "Humberto Sinibaldi Neto"
foi uma obra que a cidade esperou durante 60 anos. Foi inaugurado em 1973.
(ARANTES, Lelé, Quem faz história em São José do Rio Preto, THS Editora,
2006, p. 96


RIO PRETO MODERNA. Primeiro trecho da avenida Murchid Homsi, na entrada
da rodovia Washington Luis, vendo-se a pista no sentido bairro-centro
(ARANTES, Lelé, Quem faz história em São José do Rio Preto, THS Editora,
2006, p. 102)

RIO PRETO MODERNA. A Catedral de São José iluminada, com destaque para
seus vitrais coloridos (ARANTES, Lelé, Quem faz história em São José do Rio Preto, THS Editora, 2006, p. 103)

RIO PRETO MODERNA. Catedral da Igreja Universal do Reino de Deus
na Vila Imperial (ARANTES, Lelé, Quem faz história em São José do Rio Preto,
THS Editora, 2006, p. 103)

RIO PRETO MODERNA. Parque Ecológico "Danilo Santos de Miranda"
na avenida Benedito Rodrigues Lisboa, o primeiro e maior dos parques
instalados pelo prefeito Edinho Araujo em 2006  (ARANTES, Lelé, Quem faz história em São José do Rio Preto, THS Editora, 2006, p. 105)

RIO PRETO MODERNA. Jamais que formam a Hemeroteca "Prof. Dario de Jesus"
no interior da Casa de Cultura "Dinorath do Valle"  (ARANTES, Lelé,
Quem faz história em São José do Rio Preto, THS Editora, 2006, p. 105)

RIO PRETO MODERNA. Mercado Municipal visto da rua Antonio de Godoy com pintura nova
  (ARANTES, Lelé, Quem faz história em São José do Rio Preto, THS Editora, 2006, p. 105)


RIO PRETO MODERNA. O Cristo Redentor, inaugurado em 1959 pelo prefeito
Alberto Andaló, domina a vista dos altos da Maceno   (ARANTES, Lelé, Quem faz história em São José do Rio Preto, THS Editora, 2006, p. 104)

RIO PRETO MODERNA. Cidade da Criança, implantada nos meados da década de 80,
pelo prefeito Manoel Antunes, no Distrito Industrial Waldemar de Oliveira Verdi
 (ARANTES, Lelé, Quem faz história em São José do Rio Preto, THS Editora, 2006, p. 104)

RIO PRETO MODERNA. Vista parcial da praça D. José Marcondes, atualmente
ocupada pelo comércio ambulante  (ARANTES, Lelé, Quem faz história em
São José do Rio Preto, THS Editora, 2006, p. 106)

RIO PRETO MODERNA. Palácio das Águas, com chafariz; no fundo, um pedaço
da Vila Maceno  (ARANTES, Lelé, Quem faz história em
São José do Rio Preto, THS Editora, 2006, p. 106)

RIO PRETO MODERNA. Fachada do Praça Shopping, que manteve os aspectos
arquitetônicos do Edifício Zini, inaugurado em 1944 para abrigar o Cine-Teatro Rio Preto
  (ARANTES, Lelé, Quem faz história em São José do Rio Preto, THS Editora, 2006, p. 107)

RIO PRETO MODERNA. O Parque da Represa, inaugurado pelo prefeito Toninho
Figueiredo, é frequentado diariamente por milhares de pessoas que fazem caminhada,
praticam esportes e lazer  (ARANTES, Lelé, Quem faz história em
São José do Rio Preto, THS Editora, 2006, p. 107)

RIO PRETO MODERNA. Vista geral do Sesc de Rio Preto, na avenida Francisco
das Chagas Oliveira  (ARANTES, Lelé, Quem faz história em
São José do Rio Preto, THS Editora, 2006, p. 107)

RIO PRETO MODERNA. Entrada do templo da loja maçônica  (ARANTES, Lelé,
Quem faz história em São José do Rio Preto, THS Editora, 2006, p. 116)

RIO PRETO MODERNA. Trecho da avenida Murchid Homsi, visto do viaduto da
estrada de ferro (ARANTES, Lelé, Quem faz história em
São José do Rio Preto, THS Editora, 2006, p. 116)

RIO PRETO MODERNA. Fachada do "Hospital Lar João Paulo II" na avenida Lino José
Seixas, que foi construído como "Hospital do Lago"  (ARANTES, Lelé, Quem faz história em
São José do Rio Preto, THS Editora, 2006, p. 117)

RIO PRETO MODERNA. Fachada do Shopping do HB (construído pelo Pref. Edinho
Araujo para abrigar os ambulantes que atuavam nos arredores do Hospital de Base
 (ARANTES, Lelé, Quem faz história em São José do Rio Preto, THS Editora, 2006, p. 117)


RIO PRETO MODERNA. O crepúsculo rio-pretense segundo Ferdinando Ramos
 (ARANTES, Lelé, Quem faz história em São José do Rio Preto, THS Editora, 2006, p. 119)

RIO PRETO MODERNA. Outro pôr-do-sol visto do viaduto "João XXIII"
 (ARANTES, Lelé, Quem faz história em São José do Rio Preto, THS Editora, 2006, p. 119)

RIO PRETO MODERNA. A rodovia BR 153 vista do viaduto do Jardim Fuscaldo,
na ligação com os condomínios Damha
 (ARANTES, Lelé, Quem faz história em São José do Rio Preto, THS Editora, 2006, p. 118)
RIO PRETO MODERNA. Área central da cidade, com a Catedral de São José e, pintadode amarelo, o Edifício Bandeirante, o primeiro "arranha céu" rio-pretense, inaugurado em 1939
com cinco andares  (ARANTES, Lelé, Quem faz história em 
São José do Rio Preto, THS Editora, 2006, p. 114)

RIO PRETO MODERNA. O Rio Preto transborda e alaga a avenida Philadelpho Manoel
Gouveia Neto numa de suas inúmeras enchentes dos últimos anos
 (ARANTES, Lelé, Quem faz história em São José do Rio Preto, THS Editora, 2006, p. 114)

RIO PRETO MODERNA. Na frente da Casa de Cultura "Prof. Dinorath do Valle": o diretorJocelino Soares e seus colaboradores Joraci de Almeida (dona Jô), Ivone Pereira de Oliveira,
Joana Baptista Almeida Neves, Edemilson José Soares Junior e Fabíola Zancaner Arvati (ARANTES, Lelé, Quem faz história em 
São José do Rio Preto, THS Editora, 2006, p. 115)

RIO PRETO MODERNA. A avenida Juscelino Kubitschek de Oliveira no final de janeiro de 2007, vista do viaduto da rodovia Washington Luiz (ARANTES, Lelé, Quem faz história em São José do Rio Preto, THS Editora, 2006, p. 121)

RIO PRETO MODERNA. Fachada do Colégio São José, no Jardim Santa Catarina,com painel "stiker" no muro da rua da Cultura, projetado pelo arquiteto Lima Bueno e
pintado por Edson Luis Ferreira (ARANTES, Lelé, Quem faz história em 
São José do Rio
Preto, THS Editora, 2006, p. 121)


RIO PRETO MODERNA. A rodovia Washington Luis Vista do viaduto da avenidaBady Bassitt, no sentido Rio Preto-Mirassol (ARANTES, Lelé, Quem faz história em São José do Rio Preto, THS Editora, 2006, p. 122)

RIO PRETO MODERNA. Apresentação do Festival Internacional de Teatro na praçaRui Barbosa, em 2006 (ARANTES, Lelé, Quem faz história em São José do Rio
Preto, THS Editora, 2006, p. 123)

RIO PRETO MODERNA. Fachada do Teatro Municipal "Humberto Sinibaldi Neto"em janeiro de 2007-02-12 (ARANTES, Lelé, Quem faz história em São José do Rio
Preto, THS Editora, 2006, p. 123)

RIO PRETO MODERNA. A avenida José Munia no final de janeiro de 2007, vista do viaduto da rodovia Washington Luiz (ARANTES, Lelé, Quem faz história em São José do Rio
Preto, THS Editora, 2006, p. 122)


RIO PRETO MODERNA. Prédio central do Instituto Penal Agrícola, construído nos anos40/50, com projeto do arquiteto Durival de Carvalho (ARANTES, Lelé, Quem faz história em São José do Rio Preto, THS Editora, 2006, p. 124)

RIO PRETO MODERNA. Vista aérea da Unesp de São José do Rio Preto, Ibilce,vendo-se ao fundo a Igreja de Nossa Senhora de Fátima, no Jardim Nazareth (ARANTES,
Lelé, Quem faz história em 
São José do Rio
Preto, THS Editora, 2006, p. 125)

RIO PRETO MODERNA. O interior da Basílica Nossa Senhora Aparecida, naBoa Vista (ARANTES, Lelé, Quem faz história em São José do Rio
Preto, THS Editora, 2006, p. 127)


RIO PRETO MODERNA. Vitral da Basília Nossa Senhora Aparecida (ARANTES, Lelé, Quem faz história em São José do Rio
Preto, THS Editora, 2006, p. 127)

RIO PRETO MODERNA. Vista noturna da Igreja de Nossa Senhora do SagradoCoração na Redentora (ARANTES, Lelé, Quem faz história em São José do Rio Preto,
THS Editora, 2006, p. 126)

RIO PRETO MODERNA. Vitrais iluminados na Catedral da Igreja Universal do Reino de Deus (ARANTES, Lelé, Quem faz história em São José do Rio
Preto, THS Editora, 2006, p. 126)

RIO PRETO MODERNA. A Igreja de Nossa Senhora do Monte Serrat, na vila Maceno,e a praça Uglino Ugolini, que entre 1914 e 1938 abrigou o segundo cemitério da cidade (ARANTES, Lelé, Quem faz história em São José do Rio
Preto, THS Editora, 2006, p. 128)

RIO PRETO MODERNA. Vista da Basílica de Nossa Senhora Aparecida, na Boa Vista(ARANTES, Lelé, Quem faz história em São José do Rio
Preto, THS Editora, 2006, p. 128)

RIO PRETO MODERNA. O centro de São José do Rio Preto, em dia nublado de janeiro de 2007, visto do viaduto "João XXIII" (ARANTES, Lelé, Quem faz história em São José do Rio
Preto, THS Editora, 2006, p. 113)

RIO PRETO MODERNA. Vista aérea do estádio Mário Alves Mendonça, do América FutebolClube, que foi demolido na Vila Santa Cruz. Ao lado, ve-se parte do Cemitério da Ressurreição
(ARANTES, Lelé, Quem faz história em 
São José do Rio
Preto, THS Editora, 2006, p. 112)

RIO PRETO MODERNA. O centro de São José do Rio Preto, vendo-se com destaque o cruzamento das ruas Saldanha Marinho e Coronel Spinola, com o Centro Comercial Lucas Mangini (ARANTES, Lelé, Quem faz história em São José do Rio
Preto, THS Editora, 2006, p. 112)

RIO PRETO MODERNA. O centro São José do Rio Preto, num dia de chuva, visto da rodovia Washington Luis Antes do viaduto da avenida Bady Bassitt, no sentido Mirassol-Rio Preto
(ARANTES, Lelé, Quem faz história em 
São José do Rio
Preto, THS Editora, 2006, p. 113)

RIO PRETO MODERNA. A rodovia Washington Luis vista do viaduto da avenidaBady Bassitt, no sentido Rio Preto-MIrassol
(ARANTES, Lelé, Quem faz história em 
São José do Rio
Preto, THS Editora, 2006, p. 122)

RIO PRETO MODERNA. Fachada do Teatro Municipal "Humberto Sinibaldi Neto"em janeiro de 2007-02-12 (ARANTES, Lelé, Quem faz história em São José do Rio Preto, THS Editora, 2006, p. 123)

RIO PRETO MODERNA. A avenida José Munia no final de janeiro de 2007, vista do viaduto darodovia Washington Luiz (ARANTES, Lelé, Quem faz história em São José do Rio
Preto, THS Editora, 2006, p. 122)

RIO PRETO MODERNA. Trecho da avenida Philadelpho Gouveia Neto, visto do Viaduto "Joaõ XXIII"os últimos metros da canalização do Rio Preto (ARANTES, Lelé, Quem faz história em São José do Rio Preto, THS Editora, 2006, p. 118)